o corte e a correnteza

sim, dizer osso: (estrutura: resíduo de uma duração)

mas saber que as convicções estão melhor guardadas ali onde elas se perdem:
no fluxo do sangue, na resistência do coração

sim, dizer osso: (resíduo de uma duração: grão orgânico)

mas saber que o elemento primitivo, é germinal, é um corte
o grão é a ferida do encontro da seiva com a terra, do abismo com a pele

sim, dizer osso: (grão orgânico: de’lírio da matéria)

mas saber que que a substância-mãe é a água, porque ela é a filha de todas as coisas
– passagem e passageira – informada, forma o movimento,
materialidades feitas de ondas luminosas, energias sonoras, fótons olfativos, glúons gustativos, quarks hápticos a água nos oferece o real como vibração, como desvio do Centro,
como pele porosa com suas múltiplas aberturas: saltos, mu’danças, ritmos

sim, dizer osso: (de’lírio da matéria: desejo):

 

imagem|giselli mo

A %d blogueros les gusta esto: